Paternidade e Cuidado nos Serviços de Saúde


Evento reúne pesquisadores e gestores na UFPE

No mês dedicado aos pais, o Instituto Papai, em parceria com o Núcleo Feminista de Pesquisas em Gênero e Masculinidades (GEMA) da UFPE, realiza uma série de ações marcando os dez anos da Lei 11.108/2005, conhecida como Lei do Acompanhante. Dentro desta programação, na próxima segunda-feira (24/08) haverá o Seminário Paternidade e cuidado nos serviços de saúde, no CFCH/UFPE (auditório do 3º andar), e no sábado (29/08) será realizada, em praça pública, a exibição do vídeo Pai Não É Visita! Pelo direito de ser acompanhante, no bairro da Várzea. O documentário foi recentemente lançado, com sucesso e auditório lotado, na Livraria Cultura do Shopping Paço Alfândega, na véspera do dia dos pais.

O Seminário Paternidade e cuidado nos serviços de saúde será realizado em parceria com a Gerência de Saúde do Homem da Prefeitura do Recife. De acordo com a Coordenadora Geral do Instituto Papai, Mariana Azevedo, o evento tem como foco “debater com profissionais de saúde, estratégias para a inserção dos pais nos serviços de saúde em saúde reprodutiva, desde o planejamento reprodutivo ao parto e nascimento.”  Segundo o professor Jorge Lyra (Gema/UFPE), “trazer este debate para dentro das universidades marca uma posição política no campo dos direitos reprodutivos, mas também uma posição epistemológica no campo da produção científica que, do nosso ponto de vista, deve estar comprometida com a transformação social que se dá muitas vezes pela via da análise de formas diversas de opressão, especialmente no campo dos estudos e pesquisas feministas de gênero(ver programação).
O vídeo documentário Pai não é visita!, por sua vez, foi produzido a partir de depoimentos de pais que contam sua experiência de sucesso ou de fracasso na tentativa de acompanhar sua parceira, no trabalho de parto. O vídeo aborda, com sensibilidade, as barreiras culturais, simbólicas e institucionais ao exercício pleno da paternidade. Este produto é uma iniciativa do Instituto Papai e Gema-UFPE em parceria com a 7ª Arte Cinema e com a rede internacional MenEngage. O maior objetivo é sensibilizar o público, sobretudo profissionais e gestores da saúde, sobre a importância e repercussões da participação do pai no parto/nascimento. A expectativa é de que o material possa ser utilizado em eventos de formação e sensibilização de profissionais e gestores de saúde. A exibição pública do vídeo será na Praça da Várzea, dentro do Festival de Inverno da Várzea, que contará com várias atrações culturais.
Sobre a Lei do Acompanhante - A presença de um acompanhante de livre escolha da mulher durante todo o trabalho de parto, parto e pós-parto imediato é garantida pela Lei do Acompanhante (11.108/2005). Infelizmente, ainda são muito frequentes casos de descumprimento dessa lei e, na maioria das vezes, é o pai do/a bebê que é impedido de acompanhar o parto..
Sobre a Campanha “Pai não é visita!” - Desde 2006, o Instituto Papai e o GEMA/UFPE realizam a Campanha “Pai não é visita! Pelo direito de ser acompanhante!” cujo objetivo é garantir a plena implementação da Lei do Acompanhante, bem como incentivar a participação dos pais no parto e nascimento. Nesses 10 anos, a campanha tem realizado Blitz nas maternidades para verificar o  cumprimento da lei, reunido denúncias e produzido diversos materiais para informar a população e sensibilizar profissionais de saúde sobre este direito.

SERVIÇO CAMPANHA PAI NÃO É VISITA
Seminário Paternidade e Cuidado nos Serviços de Saúde
Auditório do 3º andar  do CFCH - UFPE 
Segunda, 24 de agosto, das 8h30 às 17h

Exibição do vídeo Pai Não É Visita! Pelo direito de ser acompanhante, na Várzea (dentro do Festival de Inverno da Várzea)
Praça da Várzea
Sábado, 29 de agosto, às 18h
Aberto ao público


 
Programação do Seminário: