Notícia | Centro das Mulheres do Cabo comemora 29 anos

Fundado no dia 25 de março de 1984, o Centro das Mulheres do Cabo (CMC), é uma organização feminista que tem como missão construir a igualdade de gênero e afirmar os direitos de cidadania das mulheres. Nesta segunda-feira (25/03/2013), a instituição completou 29 anos de existência.



Por quase três décadas, o CMC, vem contribuindo para o fortalecimento do feminismo no Estado, no Brasil e na América Latina. Além disso, tem apoiado diversas organizações de mulheres da região e tem participado dos fóruns e redes que defendem os direitos humanos.

A coordenadora geral do CMC, Nivete Azevedo, explicou o surgimento da instituição e a importância da ong para a implementação de políticas públicas para as mulheres. “A história do Centro representa a força e a luta das mulheres pela construção de um mundo mais justo e igualitário, no qual as mulheres são livres. Nestes 29 anos parabenizo as bravas companheiras que fizeram e fazem parte desta história de afirmação e conquista dos direitos femininos”, disse entusiasmada.

Para comemorar a data será servido um almoço na próxima quarta-feira (27/03), que contará com a participação da ex-coordenadora da instituição e atual secretária da Mulher do Recife, Sílvia Cordeiro, da fundadora Efigênia Oliveira, que também já foi vereadora da cidade por dois mandatos, além da jornalista Ana Veloso, que trabalhou por 14 anos na instituição, da representante da Actionaid Brasil e da delegada do Cabo, Julieta Japiassú.

Atualmente, o CMC, conta com uma equipe de 20 profissionais de diversas áreas que desenvolve as ações no Cabo, na Mata Sul de Pernambuco e outros Estados brasileiros, além de países da América Latina, com objetivo de fortalecer as mulheres através da mobilização e articulação por políticas públicas que garantam a autonomia econômica e política da população feminina.


Bandeiras de lutas
- Contribui com a execução e implantação da política de saúde reprodutiva e saúde sexual das mulheres no município do Cabo.
 Foi uma das instituições a destacar a importância da prevenção do câncer do colo do útero.
- Por muitos anos lutou pela municipalização das creches na cidade.
- Aplicou a metodologia de Paulo Freire na alfabetização de jovens e adultos.
-De 1995 a 2007 realizou atendimento direto a mulheres em situação de violência doméstica.
De 1998 a2007 realizou atendimento direito a crianças e adolescentes vítimas de abuso e exploração sexual.
- Lutou para a implementação dos organismos públicos que defendam as mulheres a exemplo: Conselho da Mulher, Secretaria Municipal da Mulher e a Delegacia Especializada da Mulher.

Texto por: Da assessoria de imprensa do Centro das Mulheres do Cabo
Rafael Negrão
8723-1797